Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 02 de agosto de 2017. Atualizado às 00h05.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Notícia da edição impressa de 02/08/2017. Alterada em 01/08 às 22h45min

iFood se inspira na Amazon e cria botão para pedido em um clique

Para se manter na liderança do mercado, o aplicativo de entrega de refeições iFood tem investido em inovação. A empresa trouxe de Israel cerca de 80 botões para usuários fazerem pedidos com apenas um clique. A ideia segue o movimento de algumas empresas como a Amazon, que já comercializa esse produto em seu canal on-line. O funcionamento é relativamente simples: o usuário deixa gravado seu pedido favorito, sincroniza o botão com seu smartphone e o Wi-Fi, e aperta o botão para efetuar a entrega.
O diretor de inovação de produtos do iFood, Alexandre Nigri, diz que a empresa se baseou no comportamento de usuários do aplicativo - pelo menos 5.000 pedem o mesmo prato do mesmo restaurante com frequência - e defende o uso da tecnologia para resolver problema e otimizar o tempo dos clientes. "Não queremos usar a tecnologia por usar. Temos de resolver problemas", afirma. Os botões estão em fase de teste e sendo enviados a alguns convidados apenas. A companhia lançou um site para os usuários que tiverem interesse se cadastrarem e, assim, ter mais noção da intenção e do comportamento do público.
Fundado em 2011, o iFood tenta se movimentar em um momento em que grandes empresas também investem no serviço de delivery. É o caso do UberEats, da Uber, que iniciou suas atividades em São Paulo no fim de 2016.
Atualmente, o iFood conta com 5,3 milhões de usuários ativos em 300 cidades do Brasil, que fazem cerca de 4 milhões de pedidos por mês em 22 mil restaurantes cadastrados.
"Estamos com uma estratégia mais ampla, além do on-line. Queremos estar em todas as ocasiões que fizer sentido para as pessoas", afirma Nigri. "Temos de estar onde as pessoas sentem fome, no momento em que elas sentem fome", completa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia