Porto Alegre, sexta-feira, 10 de julho de 2020.
Dia da Pizza.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 10 de julho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR
30/08/2017 - 21h51min. Alterada em 31/08 às 13h27min

Google Glass apoia a inspeção

A inspeção de qualidade da área de manufatura da Massey Ferguson, em Canoas (RS), passará a ser feita com o Google Glass a partir de 2018. A tecnologia será um reforço para aumentar a rapidez e a precisão do trabalho feito pelos profissionais na análise de monoblocos, estrutura que engloba os eixos dianteiro e traseiro, transmissão e motor. Com o óculos, é possível acompanhar no visor todas as informações necessárias, e sem precisar sair da linha de montagem para acessar o computador. Isso inclui o passo a passo do que o profissional precisa fazer e, se necessário, a possibilidade de fazer foto, vídeo ou abrir um chamado para falar com o engenheiro. O coordenador de marketing de produto Fuse da Massey, Dener Oliveira Jaime, comenta que a fase atual é de implantação. O uso começa em 2018 e, em 2019, deverá estar a pleno valor. "Inicialmente, vamos usar na nossa área de inspeção, com foco na qualidade do produto final, mas a ideia é migrar para toda linha de montagem", conta. Na planta de Jackson (EUA), onde o projeto começou a ser implantado em parceria com o Google, já foram registradas reduções de 30% no tempo de inspeção e 25% no tempo de produção. Durante a Expointer, os visitantes que passarem pelo estande da Massey podem usar o Google Glass para acessar as novidades dos produtos da marca.
A inspeção de qualidade da área de manufatura da Massey Ferguson, em Canoas (RS), passará a ser feita com o Google Glass a partir de 2018. A tecnologia será um reforço para aumentar a rapidez e a precisão do trabalho feito pelos profissionais na análise de monoblocos, estrutura que engloba os eixos dianteiro e traseiro, transmissão e motor. Com o óculos, é possível acompanhar no visor todas as informações necessárias, e sem precisar sair da linha de montagem para acessar o computador. Isso inclui o passo a passo do que o profissional precisa fazer e, se necessário, a possibilidade de fazer foto, vídeo ou abrir um chamado para falar com o engenheiro. O coordenador de marketing de produto Fuse da Massey, Dener Oliveira Jaime, comenta que a fase atual é de implantação. O uso começa em 2018 e, em 2019, deverá estar a pleno valor. "Inicialmente, vamos usar na nossa área de inspeção, com foco na qualidade do produto final, mas a ideia é migrar para toda linha de montagem", conta. Na planta de Jackson (EUA), onde o projeto começou a ser implantado em parceria com o Google, já foram registradas reduções de 30% no tempo de inspeção e 25% no tempo de produção. Durante a Expointer, os visitantes que passarem pelo estande da Massey podem usar o Google Glass para acessar as novidades dos produtos da marca.
Comentários CORRIGIR TEXTO