Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 01 de setembro de 2017. Atualizado às 15h43.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

ACONTECE

Notícia da edição impressa de 31/08/2017. Alterada em 01/09 às 15h44min

Diálogo entre artistas

Obra de Claudia Paim faz parte da nova série de fotografias corpopaisagem

Obra de Claudia Paim faz parte da nova série de fotografias corpopaisagem


CLAUDIA PAIM/DIVULGAÇÃO/JC
A exposição des|compostos reúne as artistas Dione Veiga Vieira e Claudia Paim a partir de hoje, às 19h, na Galeria Península (Andradas, 351). A mostra reúne fotografias, vídeo, áudios e objetos instalados.
Dione Veiga Vieira apresenta duas séries de fotografias com paisagens remotas. Na primeira, des|compostos, alguns livros de artista foram desmembrados e agora apresentados como um conjunto de fotografias que se intercalam gerando sentidos sobre as transformações da natureza. Já em Ontem, amanhã, uma fotografia encontrada em álbum de família se transforma em uma sequência que nos remete a um mundo estranho e terminal.
Já Claudia Paim apresenta novas fotografias da série corpopaisagem, iniciada em 2012, nas quais a artista se inscreve no ambiente natural. Há desenhos em diálogo com fotografias, objetos e cartões postais sonoros. Às 20h, a artista apresenta a performance Entre minha boca e teu ouvido. A partir de lembranças de paisagens, ela busca refletir sobre as traições da memória e a impossibilidade de repetição de uma experiência.
Desde 2013, Claudia Paim e Dione Veiga Vieira se encontram para conversar sobre as suas próprias poéticas e pensar atravessamentos entre as produções recentes para gerar uma exposição a partir dos diálogos. A visitação ocorre até 23 de setembro, de quarta-feira a sábado, das 14h às 19h, com entrada franca.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia