Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de julho de 2017. Atualizado às 00h03.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

saúde

Notícia da edição impressa de 27/07/2017. Alterada em 26/07 às 20h34min

Carlos Araújo está internado na Santa Casa da Capital

Araújo é quadro histórico do PDT

Araújo é quadro histórico do PDT


ANTONIO PAZ/ANTONIO PAZ/ARQUIVO/JC
O ex-deputado estadual Carlos Araújo (PDT) deu entrada, na noite de ontem, no Hospital São Francisco, do Complexo Hospitalar Santa Casa, em Porto Alegre. De acordo com a assessoria da instituição, Araújo se encontra em estado regular e sem previsão de alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), informando ainda que, a pedido da família, a causa da internação não está sendo divulgada. 
Araújo é ex-marido da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que está acompanhando a situação na capital gaúcha. A sua trajetória sempre esteve ligada às pautas da esquerda, desde que, aos 14 anos, ingressou na juventude do Partido Comunista Brasileiro, onde permaneceu até 1957. Participou da Campanha da Legalidade, em 1961, ao lado de Leonel Brizola. Durante a ditadura, uniu-se a grupos armados do Centro do País, sendo um dos dirigentes da VAR Palmares. Ficou preso de 1970 a 1974. Foi na guerrilha que conheceu Dilma, com quem foi casado por 30 anos. Depois dos anos da ditadura, voltou à advocacia e uniu-se a Brizola no PDT, com quem ajudou a fundar a legenda. Elegeu-se deputado estadual em 1982, sendo reeleito por mais duas legislaturas. Concorreu à prefeitura da Capital em 1988 e 1992. Deixou a vida pública em 1995, em razão de um enfisema pulmonar. Desfiliou-se do PDT no início dos anos 2000, mas voltou ao partido em 2013.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia