Porto Alegre, quinta-feira, 27 de julho de 2017. Atualizado às 12h38.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

ONG faz ato em memória aos 91 policiais mortos este ano no Rio de Janeiro

Um ato realizado na terça-feira (25) pela ONG Rio de Paz, em memória aos 91 policiais militares mortos este ano no Estado do Rio de Janeiro, chamou atenção dos pedestres que passavam pela Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio. Placas com os nomes dos policiais vítimas da violência foram colocadas ao redor da orla. Dos 91 policiais mortos, 20 estavam a serviço quando foram vitimados, 54 estavam de folga e 17 eram policiais já aposentados. Em 2017, cerca de 294 PMs ficaram feridos. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número superior a 10 homicídios para cada 100 mil habitantes é considerado epidêmico. A taxa registrada este ano no Estado está próxima de 30 mortes para cada 100 mil. Segundo a ONG, os cartazes fixados no local só serão retirados quando houver redução na taxa anual de homicídios dolosos.
 

FOTO Tânia Rêgo/Agência Brasil/JC