Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 28 de julho de 2017. Atualizado às 00h08.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

Notícia da edição impressa de 28/07/2017. Alterada em 28/07 às 00h08min

Santos alega interferência externa e pede anulação de jogo

O Santos enviou nesta quinta-feira um ofício à CBF em que pede a anulação da partida contra o Flamengo. A solicitação se dá por suposta interferência externa na decisão do árbitro gaúcho Leandro Pedro Vuaden de voltar atrás na marcação de um pênalti para o time santista no jogo disputado quarta-feira, válido pelas quartas de final da Copa do Brasil.
Perto do fim do primeiro tempo, quando o duelo estava empatado em 1 a 1, Vuaden marcou pênalti de Réver em Bruno Henrique, mas recuou da decisão após cerca de um minuto, depois de conversar com o quarto árbitro Flávio Rodrigues de Souza. "Novamente estamos diante de um caso em que o árbitro revoga sua marcação por comunicação do quarto árbitro, cuja participação teria sido provocada pelo repórter de campo, senhor Eric Faria, da Rede Globo de televisão, que é elemento alheio ao certame", escreveu o Santos em seu ofício.
Além disso, o Santos afirma ter provas em vídeos e fotografias que o repórter avisou ao quarto árbitro que o pênalti não ocorreu. Assim, o Santos defende a anulação da partida, que terminou com vitória da equipe por 4 a 2 - o Flamengo acabou avançando às semifinais da Copa do Brasil pelo número de gols marcados como visitante, pois havia triunfado no jogo de ida, como mandante, por 2 a 0.
Em seu perfil no Twitter, Eric Faria negou o fato. "Alguns me acusam de ter falado com o quarto arbitro. Leviano. Mentiroso", afirmou. Já Vuaden rechaçou a suspeita de ter ocorrido interferência externa no lance em que voltou atrás em sua decisão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia