Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de julho de 2017. Atualizado às 12h43.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Série b

Notícia da edição impressa de 27/07/2017. Alterada em 26/07 às 22h09min

Inter é denunciado por briga de torcida e pode perder até 10 mandos

O reencontro do Inter com as vitórias no Beira-Rio está ameaçado pela Justiça Desportiva. Os tumultos envolvendo a torcida colorada após a partida contra o Criciúma podem render uma dura punição ao clube. Ontem, o Colorado foi denunciado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelos incidentes ocorridos no dia 8 deste mês, pela 12ª rodada, e será julgado amanhã, podendo perder até 10 mandos de jogo na Série B do Campeonato Brasileiro.
Após o empate em 1 a 1 com os catarinenses, alguns torcedores provocaram tumulto no pátio do Beira-Rio e entraram em conflito com a Brigada Militar. A procuradoria do STJD, então, decidiu denunciar o Inter pela "desordem" no estádio por considerar que "a torcida é responsabilidade do clube, pois este e sua torcida, seja ela organizada ou não, são partes indissociáveis; um não existe sem o outro; um não tem razão de ser sem o outro".
Assim, o Colorado foi denunciado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata sobre "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto". A pena varia de multa de R$ 100,00 a R$ 100 mil, com perda de mando de campo de um a 10 jogos.
Outro cenário de conflito na casa do Inter já havia ocorrido na derrota para o Boa por 1 a 0. Depois disso, o Inter reforçou a segurança nas partidas com o Luverdense (1 a 0) e com o Oeste (2 a 0), terminando sem problemas em decorrência do resultado positivo.
Ontem, após a vitória sobre os paulistas, os atletas receberam o dia de folga, retornando aos treinamentos na tarde de hoje. O próximo confronto será apenas na próxima terça-feira, quando o Colorado recebe o Goiás, do técnico Argel Fucks. Para esta partida, Guto Ferreira não contará com D'Alessandro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o polivalente Fabinho, que fraturou o tornozelo e não vai mais atuar neste ano. Por outro lado, estarão à disposição Camilo e Leandro Damião.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 27/07/2017 10h58min
EXMOS. SRS. JUÍZES DO STJD, O BEIRA-RIO NÃO TEM CULPA, ELE NÃO JOGA FUTEBOL !!!nSenhores torcedores revoltados e sem noção da razão, por favor, Violência NÃO. Isto é uma tremenda BOLA FORA dentro do ambiente democrático de uma partida de FUTEBOL. Nem quero pensar em algum resultado no julgamento lá no STJD, que não seja apenas uma MULTA, sem que o MARAVILHOSO E BLINDADO BEIRA-RIO seja interditado para alguns jogos nesta complicada Série B. Tanto nós torcedores da PAZ como os dirigentes, trabalhadores, o treinador Guto e todos os jogadores, temos o direito de entrar e sair pela porta da frente do estádio em PAZ. Chega o que a CAMISA COLORADA tem passado com os péssimos resultados dentro do campo. Não podemos incentivar que os rebeldes Colorados cometam ATOS VIOLENTOS quando o time não vence e após a partida querem depredar o patrimônio do clube. O BEIRA-RIO NÃO TEM CULPA, ELE NÃO JOGA FUTEBOL. Tenhamos PACIÊNCIA para TORCER e AJUDAR o TIME, e que todos nós sejamos vencedores. Abs. Dorian Bueno, Google+Plus, POA, 27.07.2017n