Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 23 de julho de 2017. Atualizado às 12h29.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

vôlei

Alterada em 23/07 às 12h33min

Brasil vence os Estados Unidos e avança para fase final do Grand Prix

Seleção brasileira feminina venceu por 3 sets a 1

Seleção brasileira feminina venceu por 3 sets a 1


cbv/reprodução/twitter/jc
Folhapress
A seleção brasileira feminina de vôlei venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1 neste domingo (23) e se classificou para a fase final do Grand Prix que será disputada na China. As parciais do confronto realizado em Cuiabá foram 25/20, 25/13, 18/25 e 25/18.
O Brasil chegou pressionado a última etapa do Grand Prix e corria o risco de não se classificar para a fase final da competição em que é o atual campeão. Mas ele esteve no controle do placar e trabalhou com margens nos dois primeiros sets.
Uma boa explicação para a vantagem estava no passe das americanas que não chegava com qualidade na mão da levantadora. O bloqueio, que já é o fundamento que o técnico José Roberto Guimarães mais elogia, conseguiu parar o ataque das adversárias em muitos momentos.
O terceiro set começou com os Estados Unidos abrindo vantagem. A líbero falhou bastante na recepção e chegou a dar golpe de vista em bola que bateu antes da linha. Zé Roberto trocou as jogadoras responsáveis pelo passe, mas a diferença no placar já estava em nove pontos e o terceiro set escapou.
O set decisivo finalmente foi equilibrado e começou ponto a ponto. Mas na metade da parcial o Brasil conseguiu abrir vantagem e houve uma série de erros das americana. Aí, virou passeio e a seleção fechou com tranquilidade.
Adenizia se destacou nos bloqueios e Tandara e Natália foram muito bem nos ataques, incluindo bolas da linha de três que desmonstaram o sistema defensivo dos Estados Unidos. Faltou passe para a seleção em vários momentos da partida e algumas bolas defensáveis caíram no chão.
A capitão Natália reforçou o salto de qualidade do time na hora em que a situação apertou. "A gente sabia que tinha de vencer os três jogos e fez o trabalho. Crescemos muito na terceira fase (do Grand Prix) e mostra amadurecimento. O time vai chegar muito mais fortalecido às finais".
A seleção passa por renovação e chegou ao Brasil ameaçada de não passar a fase final do Grand Prix. Nas etapas disputadas na Turquia e no Japão foram três vitórias e três derrotas. Antes do jogo contra os Estados Unidos, o técnico José Roberto Guimarães falou que a equipe precisava melhorar em todos os aspectos e citou o passe e a defesa.
A fase final será em Nanjing, na China, entre os dias 2 e 6 de agosto. O Brasil chega com mais moral depois das três partidas jogadas no país. Houve uma vitória em jogo de altos e baixos contra a fraca Bélgica e bons desempenhos contra a Holanda e os Estados Unidos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia