Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 13 de julho de 2017. Atualizado às 23h12.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Fórmula 1

Notícia da edição impressa de 14/07/2017. Alterada em 13/07 às 21h31min

Massa vê treinos como cruciais para Williams evoluir em Silverstone

A Williams chega ao GP da Inglaterra, neste domingo, com cautela depois de ter se surpreendido negativamente com o rendimento do carro na classificação da última prova, na Áustria. Mesmo que o circuito britânico apresente características diferentes, Felipe Massa diz que a equipe usará os treinos livres para tentar entender o que deu errado.
"Analisamos os dados e temos algumas ideias do que aconteceu. Esta sexta-feira será muito importante para podermos entender várias coisas. Acho que o mesmo não vai se repetir nesta pista, porque o asfalto é completamente diferente e o aquecimento de pneu é bem mais fácil", afirmou.
O problema da Áustria foi bastante específico: nem Massa, nem o companheiro Lance Stroll conseguiam colocar os pneus novos na janela adequada de temperatura. Contudo, o asfalto em Spielberg é bem mais liso do que em Silverstone e há menos curvas de alta velocidade, ou seja, menos energia é colocada nos pneus e mais difícil é seu aquecimento.
Na corrida, porém, a situação se normalizou, devido à sequência de voltas com o tanque mais cheio, o que ajuda no aquecimento dos pneus. Ainda assim, uma das análises que a equipe fará durante os treinos livres é o efeito das novidades estreadas no carro na Áustria no aquecimento dos pneus. A corrida tem largada às 9h de domingo.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia