Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 12 de julho de 2017. Atualizado às 23h56.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Alterada em 12/07 às 23h59min

Vasco se reabilita de derrota em clássico e goleia o Vitória por 4 a 1 na Bahia

Em uma quarta-feira dominada pelos times que jogaram fora de casa - seis jogos com seis triunfos dos visitantes -, o Vasco não foi exceção. Nesta quarta-feira (12), o time carioca foi até Salvador e goleou o Vitória por 4 a 1, no estádio Barradão, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O resultado positivo obtido na Bahia serve de reabilitação para a derrota no clássico contra o Flamengo, no estádio de São Januário, no Rio, na rodada passada. Ao Vitória, sobrou a lamentação de não conseguir deixar a zona de rebaixamento.
Agora com 19 pontos, o Vasco subiu para a sétima colocação, bem perto do G6 - a zona de classificação à próxima edição da Copa Libertadores. Neste domingo, às 16 horas, pela 14ª rodada, enfrentará o Santos no estádio do Engenhão, no Rio, com portões fechados.
O Vitória, com 11 pontos, caiu para a 18ª colocação e pode virar o vice-lanterna nesta quinta-feira se o São Paulo derrotar em casa o Atlético Goianiense. Neste domingo, buscará a reabilitação contra o Palmeiras, às 11 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo.
Em campo, o jogo começou com os times bem ligados e dispostos a atacar. Nos primeiros minutos, o Vitória pressionou e desperdiçou com o meia Cleiton Xavier, parado pelo goleiro uruguaio Martín Silva, e com o zagueiro Rafael Marques, que acertou uma cabeçada no travessão.
Mas foi o Vasco que saiu na frente com um gol contra de Kanu, aos 13 minutos. O meia argentino Escudero chutou cruzado pelo lado esquerdo e o zagueiro do Vitória tentou afastar, mas furou e a bola bateu no seu pé de apoio para ir para o fundo das redes do goleiro Fernando Miguel.
A partir daí, o jogo deu uma esfriada graças ao posicionamento mais defensivo do Vasco. Só depois dos 30 minutos que o Vitória passou a atacar com mais assiduidade, mais uma vez com pouca precisão.
Para o segundo tempo, o técnico Alexandre Gallo apelou para dois atacantes que estavam no banco de reservas - Neilton e Paulinho. Com eles, o Vitória foi mais incisivo no ataque, mas só conseguiu o empate aos 25 minutos. E foi a redenção para Kanu. Após escanteio cobrado curto, Patric cruzou e o zagueiro cabeceou no meio da área. Jomar tentou cortar, mas a bola bateu em Kanu e entrou.
O Vasco não se abateu e pouco depois conseguiu o segundo gol. Em contra-ataque, aos 29 minutos, Guilherme deu um passe perfeito para Thalles, que deu belo drible em Fernando Miguel e tocou para o gol vazio. Em vantagem, o time carioca levou só um susto em um gol anulado de Kanu e garantiu a goleada em dois ataques precisos nos últimos minutos - com Paulo Vitor, aos 46, e com Guilherme Costa, aos 49.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia