Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 04 de julho de 2017. Atualizado às 22h43.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Libertadores

Notícia da edição impressa de 05/07/2017. Alterada em 04/07 às 22h00min

Grêmio larga em vantagem nas oitavas

Ramiro comemora com Edílson e Luan após marcar o único gol do jogo

Ramiro comemora com Edílson e Luan após marcar o único gol do jogo


ANDRES LARROVERE/ANDRES LARROVERE/AFP/JC
A "maldição" da queda nas oitavas de final da Libertadores da América começou a ser quebrada ontem, em Mendoza, na Argentina. O Grêmio soube controlar o ânimo do Godoy Cruz e venceu os argentinos por 1 a 0, no duelo de ida pelas oitavas do torneio continental.
A vitória começou a ser desenhada muito cedo no estádio Malvinas Argentinas. Com apenas 45 segundos de bola rolando, Kannemann lançou Pedro Rocha. O atacante avançou pela esquerda e cruzou para Ramiro, que só teve trabalho de empurrar para o fundo das redes. Os argentinos não viram a cor da bola.
Bem armado na defesa e sem dar espaço para o Godoy Cruz, o Tricolor quase ampliou aos 20 minutos. Edílson cobrou falta frontal e a bola explodiu no travessão, contando com um desvio do goleiro Rodrigo Rey. A primeira chegada dos hermanos aconteceu aos 30, após falha de Michel. O volante gremista perdeu a bola, Garro cruzou para Correa concluir, mas Marcelo Grohe, no reflexo, tirou com o pé. Aos 40 minutos, Rey salvou mais uma vez, após conclusão de Ramiro e desvio em Barrios.
Os dois times voltaram sem alterações para a etapa final. Depois de algumas subidas ao ataque, os donos da casa não empataram por pouco aos 12 minutos. Fernández cobrou escanteio, Garro chutou forte e a bola bateu em Kannemann. No rebote, Correa concluiu, mas Grohe salvou mais novamente, o que se repetiu aos 32 minutos, quando Santiago García cabeceou à queima-roupa para o camisa 1 evitar o gol argentino pela terceira vez.
O tempo restante foi dos visitantes controlando o ímpeto da equipe de Mendoza, esperando os minutos passarem e o apito final do juiz. Mesmo com mais posse de bola, o Tricolor sofreu certa pressão em alguns lances. O triunfo gremista garante uma vantagem significativa para o confronto no dia 9 de agosto, na Arena, no qual a equipe do técnico Renato Portaluppi joga pelo empate para seguir sonhando com o tricampeonato.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia