Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 02 de julho de 2017. Atualizado às 18h49.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 02/07 às 18h54min

Vitória e Bahia fazem clássico sem graça, empatam sem gols e continuam ameaçados

O Vitória até foi melhor que o Bahia, mas não conseguiu deixar o estádio Barradão, em Salvador, neste domingo, com um triunfo no clássico Ba-Vi. Pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro, os dois times fizeram uma partida de tempos distintos, mas não saíram do empate por 0 a 0.
Com o resultado, o Bahia conseguiu deixar a zona de rebaixamento, indo para a 16.ª posição com 11 pontos, mesmo saldo de gols do São Paulo, porém com mais gols marcados: 13 contra 10. Já o clube rubro-negro dirigido pelo técnico Alexandre Gallo segue na zona de degola, com nove pontos.
Como foi expulso na rodada anterior, diante do Flamengo, o técnico Jorginho não pôde comandar o Bahia do banco de reservas e sequer ir aos vestiários no intervalo. Por isso, o time teve o auxiliar Luisinho Quintanilha na área técnica.
O Vitória começou pressionando o rival, que só conseguia deixar o campo de defesa com lançamentos diretos. Desta forma, criou boas oportunidades de gol. Logo aos cinco minutos, Kieza recebeu o passe pelo alto, dominou no peito e chutou para uma defesa espetacular do goleiro Jean.
O arqueiro do Bahia precisou trabalhar de novo aos 29 minutos. Geferson subiu com liberdade pela esquerda e levantou para a área. André Lima usou de sua boa impulsão para cabecear no ângulo, mas o camisa 1 conseguiu espalmar para escanteio.
O jogo caiu de rendimento na segunda etapa. Cansado, o Vitória não conseguiu manter a pressão no campo adversário. Aos 20 minutos, David tentou a jogada individual, deixou o lateral-esquerdo colombiano Armero para trás e chutou cruzado, mas Jean não teve dificuldades para defender.
A melhor oportunidade foi desperdiçada por Kanu, aos 34 minutos. Depois de cobrança de falta para a área, a bola sobrou para o zagueiro do Vitória, de frente para o gol. O chute saiu torto, ao lado do gol do Bahia.
Pela 12.ª rodada, o Vitória atua contra o Atlético Paranaense, em Curitiba, no próximo sábado, às 16 horas. O Bahia segue em Salvador para receber o Fluminense na Arena Fonte Nova, em Salvador, no domingo, também às 16 horas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia