Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de julho de 2017. Atualizado às 18h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

serviços

Alterada em 27/07 às 18h10min

PF começa a distribuir primeiro lote de passaportes retidos em SP

A Polícia Federal (PF) em São Paulo começou a distribuir nesta quarta-feira (26), o primeiro lote de passaportes após a suspensão do serviço. Segundo o órgão, os solicitantes já estão sendo chamados por e-mail para buscar os documentos nos postos da PF.
A assessoria de imprensa da PF em São Paulo informou à reportagem que, neste primeiro lote, estão tanto passaportes solicitados a partir de ordens judiciais quanto documentos que seguiram o trâmite comum. O órgão não soube precisar quantos passaportes foram recebidos pela PF da Casa da Moeda desde ontem A estimativa é de que novas caixas cheguem aos postos da PF na próxima semana.
A Casa da Moeda retomou a fabricação de passaportes na segunda-feira (24), mas estimava em cinco semanas o prazo para normalizar as entregas, que seguirão a ordem cronológica dos pedidos. A fila até o final da semana passada, após 25 dias de suspensão do serviço, era de 175 mil solicitações pendentes.
A demora na entrega do documento frustrou quem foi aos postos da PF no início desta semana em busca de informações sobre os prazos.
A Casa da Moeda prometeu, em nota publicada na última sexta-feira, turnos extras e trabalhar "24 horas por dia e sete dias por semana" para a normalizar totalmente serviço, que foi suspenso pela PF por alegada "insuficiência orçamentária".
A retomada da emissão de passaportes só ocorreu após o governo federal liberar R$ 102,3 milhões de crédito extra.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia