Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 25 de julho de 2017. Atualizado às 17h53.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

comércio exterior

25/07/2017 - 11h25min. Alterada em 25/07 às 16h27min

Soja e automóveis garantem recorde histórico das exportações gaúchas no 1° semestre

Resultado é um recorde histórico no volume embarcado ao exterior

Resultado é um recorde histórico no volume embarcado ao exterior


PORTO DE RIO GRANDE/DIVULGAÇÃO/JC
Os embarques de soja e de automóveis impulsionaram as exportações do Rio Grande do Sul no primeiro semestre de 2017, totalizando US$ 8,299 bilhões e uma alta de 7,8% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado, divulgado nesta terça-feira (25) pela Fundação de Economia e Estatística (FEE), é um recorde histórico no volume embarcado ao exterior, de 11,783 milhões de toneladas. Mesmo com o crescimento, o Estado permaneceu na quinta colocação do ranking dos principais estados exportadores, com 7,7% das vendas externas brasileiras.
Os principais produtos exportados pelo Rio Grande do Sul em 2017 até agora foram soja em grão (25,2%), carne de frango (6,5%), polímeros (6,3%), fumo em folhas (5,2%) e farelo de soja (4,4%). No ano, foram embarcadas 5,596 milhões de toneladas de grãos de soja, batendo o recorde histórico que tinha sido atingido em 2016. Embora quatro desses cinco produtos refiram-se a produtos básicos, a categoria que apresentou o maior crescimento, em valor, volume ou preço, foi a dos manufaturados.
O principal destaque do grupo manufaturados foram as exportações de automóveis de passageiros, as quais cresceram US$ 162,5 milhões (109,1% em valor e 125,0% em volume). Foram embarcadas 38.463 unidades de automóveis, um recorde para um primeiro semestre. Desse total, 69,0% das unidades foram destinadas à Argentina. Em 2017, o Rio Grande do Sul respondeu por 9,6% das exportações brasileiras de automóveis, atrás de São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro.
Já os maiores recuos nas receitas exportadoras no período foram verificados nas vendas de fumo em folhas (-22,3% em valor e -25,5% em volume), celulose (-20,8% em valor e -11,5% em volume) e arroz em grãos (-39,1% em valor e -50,9% em volume).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Fábio 25/07/2017 17h54min
Achei muito interessante os números da exportação de veículos... em média cada carro foi exportado por USD 4.225,00! Uma pechincha!!! Cadê a SRF pra investigar a transfer pricing que provavelmente está ocorrendo? Parece que os exportadores de veículos do RS estão contabilizando lucros em outro(s) país(és) a fim de driblar o fisco brasileiro...n