Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de julho de 2017. Atualizado às 18h54.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

serviços

Alterada em 21/07 às 18h55min

PF diz que 175 mil pedidos de passaporte ficaram 'represados'

A Polícia Federal informou nesta sexta-feira (21), que no período de suspensão de emissão dos passaportes "foram represados cerca de 175 mil pedidos". A paralisação do setor da PF perdurou por três semanas, desde 27 de junho, por "insuficiência" orçamentária. Nesta quinta-feira (20), o governo comunicou o repasse de R$ 102 milhões para normalizar os serviços.
"Sobre o serviço de passaportes, a Polícia Federal informa que foi disponibilizado na tarde de hoje (21), o crédito e o limite orçamentário referente às atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem", informou a PF, em nota.
A partir desse repasse, destacou a PF, será reiniciado o processo de confecção das cadernetas, "sob responsabilidade da Casa da Moeda".
"No período de suspensão, foram represados cerca de 175 mil pedidos, que passarão ser processados na ordem cronológica das solicitações."
A PF assinalou que vai trabalhar em parceria com a Casa da Moeda "para que haja normalização da emissão de passaportes o mais breve possível".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia