Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de julho de 2017. Atualizado às 23h59.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

consumo

Notícia da edição impressa de 20/07/2017. Alterada em 19/07 às 21h03min

Preços do varejo on-line retraem 1,07% em junho

Os produtos vendidos na internet registraram uma queda média de 1,07% nos preços em junho ante o verificado em maio, apontou o indicador de inflação da internet do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar) e do Programa de Administração de Varejo (Provar). Entre as 10 categorias pesquisadas, cinco tiveram queda nos preços na margem: eletrodomésticos (-1,97%), CD's e DVD's (-3,63%), livros (-3,35%), perfumaria e cosméticos (-5,00%) e eletroeletrônicos (-5,76%).
Houve alta de preços nos grupos de cine e foto (9,56%), brinquedos (1,71%), informática (0,83%), medicamentos (1,87%) e telefonia e celulares (2,13%). No acumulado de 12 meses, o indicador de junho apontou deflação de 1,06%, com recuo de 0,37 ponto percentual ante o registrado no mês anterior e 14,22 pontos percentuais menor ante o acumulado de 12 meses do mesmo mês do ano passado.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia