Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de julho de 2017. Atualizado às 23h59.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Energia

Notícia da edição impressa de 20/07/2017. Alterada em 19/07 às 23h58min

Consumo de gás natural cresce 13,4% em maio

Demanda no mês foi de 62,82 milhões de metros cúbicos por dia

Demanda no mês foi de 62,82 milhões de metros cúbicos por dia


/VANDERLEI ALMEIDA/AFP/JC
O consumo de gás natural no Brasil seguiu sua trajetória de recuperação em maio, quando registrou 62,82 milhões de metros cúbicos/dia, o que corresponde a um crescimento de 2,5% na comparação com abril e de 13,4% em relação ao mesmo mês de 2016, conforme levantamento feito pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás). No acumulado em cinco meses, porém, a demanda ainda acumula queda de 5,52%.
"O consumo de gás natural é um importante termômetro da economia do País. A alta de 13,4%, em maio, no consumo total, frente ao mesmo mês de 2016, confirma os sinais positivos que temos observado no aumento de demanda. Desde janeiro de 2016 não registrávamos dois meses consecutivos de crescimento nesses indicadores", disse o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon.
Entre os segmentos de consumo, destaque para a indústria, que deu sinais mais claros de recuperação, com crescimento tanto em relação ao mês anterior, de 2,1%, quanto em relação a maio de 2016, de 4,06%. Com isso, o segmento já acumula alta de 2,89%.
Mas o desempenho consolidado não teria resultados tão positivos em maio não fosse o acionamento das usinas térmicas. O consumo de gás natural para a geração elétrica a gás natural apresentou alta de 56,4% no mês na comparação com maio de 2016 e uma leve queda de 0,4% ante abril.
Acompanhando a tendência da demanda termelétrica, o consumo no segmento de cogeração teve crescimento de 24% em maio frente ao mesmo mês de 2016 e 7,6% em relação a abril de 2017.
O segmento residencial também seguiu no movimento de expansão do consumo, atingindo 1,29 milhão de metros cúbicos diários, o que corresponde a uma alta de 24,8% em relação ao mesmo período do ano anterior e um aumento de 9,1% ante o mês anterior.
O consumo de Gás Natural Veicular (GNV), por sua vez, apresentou um crescimento de 8,8% em maio ante os dados do mesmo período do ano passado, enquanto, em relação a abril, houve um ligeiro aumento de 0,6%.
Já o segmento comercial manteve-se estável ( 0,15%) ante os números de abril e teve uma queda de 8,2% no comparativo com os números de maio de 2016.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia