Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de julho de 2017. Atualizado às 23h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado imobiliário

Notícia da edição impressa de 06/07/2017. Alterada em 05/07 às 20h47min

Preço anunciado dos imóveis residenciaisno País registra recuo de 0,15% em junho

O preço dos imóveis residenciais no País caiu 0,15% em junho na comparação com maio. Esse foi o quarto mês consecutivo com redução nominal de preços neste ano, de acordo com pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) feita com base nos anúncios de 20 cidades no site Zap Imóveis. Com a série de quedas, o mercado imobiliário segue em desvalorização ao longo de 2017. No primeiro semestre, os preços das residências tiveram retração de 0,23%. Já nos últimos 12 meses, os valores dos imóveis acumulam alta de 0,31%.
No último mês, 13 das 20 regiões cobertas pela pesquisa tiveram queda nominal dos preços anunciados, como foi o caso de Distrito Federal (-0,60%), Rio de Janeiro (-0,49%), Campinas (-0,20%) e São Paulo (-0,03%). Entre as sete regiões que registraram alta nominal estão Santos (0,61%), Fortaleza (0,57%), Goiânia (0,15%) e Porto Alegre (0,09%). O valor médio do metro quadrado dos imóveis residenciais anunciados nas 20 cidades foi de R$ 7.668,00.
 

Lançamentos crescem 96,6% e vendas avançam 7,8%

O mercado mostrou recuperação nos lançamentos e nas vendas de imóveis residenciais, comerciais e lotes em abril, de acordo com pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em parceria com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).
A pesquisa mostrou que os lançamentos totalizaram 3.106 unidades em abril, um salto de 96,6% em comparação com o mesmo mês do ano passado. O crescimento foi puxado pela oferta de novos empreendimentos imobiliários enquadrados no Minha Casa Minha Vida (MCMV), que totalizaram 2.316 unidades, alta de 88,6%. Já os lançamentos de imóveis de médio e alto padrão chegaram a 790 unidades no mês, avanço de 124,4%. No acumulado dos últimos 12 meses, o mercado registrou o lançamento de 69.540 unidades, avanço de 8,0%. A grande melhora do setor em abril de 2017 foi influenciada pela comparação com uma base mais fraca, uma vez que os lançamentos e as vendas foram prejudicados pelas mobilizações e protestos nas ruas em abril de 2016. As vendas de imóveis somaram 7.840 unidades em abril, crescimento de 7,8% em comparação com o mesmo mês do ano passado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia