Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 10 de julho de 2017. Atualizado às 16h33.

Jornal do Comércio

Apoio:
06/07/2017 - 23h56min.
Alterada em 10/07 às 16h34min
COMENTAR | CORRIGIR

Apple ganha dinheiro com bons produtos, e não vendendo dados, diz Wozniak

Steve Wozniak fez palestra para duas mil pessoas no lançamento de pós-graduação da Pucrs na Capital

Steve Wozniak fez palestra para duas mil pessoas no lançamento de pós-graduação da Pucrs na Capital


MARIANA CARLESSO/JC
Novas tecnologias, relação homem-máquina, empreendedorismo e o poder do Vale do Silício estiveram na pauta de um bate-papo que profissionais do mercado e estudantes tiveram a oportunidade de ter ontem (quinta-feira) com nada mais, nada menos que Steve Wozniak, o fundador da Apple, ao lado de Steve Jobs. Ele esteve pela primeira vez em Porto Alegre para o evento de lançamento do pós-graduação Gestão, Empreendedorismo e Marketing, uma parceria entre a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Pucrs) e o UOL Edtech. Confira alguns principais momentos deste encontro.
A Apple não acabou
Quando o Steve Jobs faleceu foi triste. Ele era meu amigo. Muitos disseram que a inovação da Apple tinha acabado. Mas a Apple não acabou. A cultura do Steve Jobs de fazer produtos diferenciados e bons para as pessoas continua lá. O Tim Cook (presidente da empresa) tem feito coisas muito boas para os seres humanos. Ele, por exemplo, se posicionou contra a discriminação de gêneros e equalizou os salários para homens e mulheres na empresa, algo inédito. Quando uma empresa de tecnologia faz algo, leva o mundo à frente. E Tim Cook tem feito isso.
Bronca com a falta de privacidade dos dados
Me incomoda muito o fato de eu não ter mais a propriedade dos meus próprios dados, de saber que estou entregando informações para as empresas enquanto navego na internet. A Apple ganha dinheiro com bons produtos, e não vendendo dados.
Qual celular ele tem no bolso?
Eu tenho um iPhone 7 no bolso (Wozniak fez uma brincadeira dizendo que tinha o iPhone 8, ainda não lançado, e causou furor na plateia). Mas, também tenho smartphones de outras marcas, inclusive Android (sistema operacional). Compro vários para ver o que as pessoas estão criando. Só brincando e usando a tecnologia é que eu sinto como ela é. Mas, nunca gostei de computadores Windows.
Cartão de negócios
Decidi criar um cartão de visitas de metal porque desde o episódio de 11 de setembro as companhias aéreas dão facas de plástico para as refeições. Com este cartão de metal eu consigo cortar o bife servido à bordo. Gosto de fazer um hacking, de buscar novos caminhos e encontrar soluções que as pessoas não achariam para situações do dia-a-dia.
Vale do Silício
Todos querem capturar o sucesso do Vale do Silício. Mas o conhecimento está em todos os lugares, desde os livros, à internet e até no nosso pensamento. Para criar uma empresa de sucesso, você precisa de três coisas: motivação, bom entendimento de marketing (saber se o produto é bom ou não) e engenheiros que saibam fazer. Tem que ter engenharia antes de ter dinheiro.
Inteligência Artificial
Vou criar a Lei Woz que diz que nenhum ser humano pode prejudicar o desenvolvimento de um robô. Eles são nossos amigos. Os computadores estão aprendendo muito rapidamente, e o Watson, da IBM, é um exemplo disso. Um dia os computadores conseguirão processar tão rápido quanto o cérebro humano e vão ensinar uns aos outros. Ao mesmo tempo, se tornarmos os computadores mais inteligentes, será que não precisaremos mais pensar? Quero que os seres humanos sejam mais importantes que a tecnologia.
Futuro
Não gosto de pensar em previsões futurísticas. Leio sobre tendências, mas é fácil ser um futurista, porque você nunca pode ser responsabilizado hoje pelo que diz. Eu sei projetar coisas que funcionam. Mas existem tecnologias interessantes. A Apple é muito secreta nos seus desenvolvimentos, mas acredito que a Realidade Aumentada será importante, pois permite ver formas holográficas e interagir com elas nos produtos.
> Confira mais ideias de Wozniak nesta entrevista exclusiva ao canal do GeraçãoE, do JC:
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

Patricia Knebel

Ecossistemas de inovação, tendências globais para os negócios, marketing digital, as tecnologias que são os pilares da transformação digital (como mobilidade, Internet das Coisas e Big Data) e todas as novidades que impactam o comportamento dos consumidores e o futuro das empresas e das cidades estão na coluna Mercado Digital. Estou feliz por você estar aqui.