Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de junho de 2017. Atualizado às 00h02.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

relações diplomáticas

Notícia da edição impressa de 16/06/2017. Alterada em 15/06 às 22h18min

Trump deve anunciar restrições na política com Cuba nesta sexta-feira

Trump quer proibir negócios com conglomerado vinculado a militares que controlam país

Trump quer proibir negócios com conglomerado vinculado a militares que controlam país


NICHOLAS KAMM / AFP/JC
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve anunciar, nesta sexta-feira, a nova política do país com Cuba, durante uma aparição em Miami. Entre os assuntos em pauta estão restrições nas viagens à ilha e a proibição de fazer negócios com o conglomerado vinculado a militares que controla grande parte da economia do país caribenho.
Os cidadãos cubanos estão se preparando para a redução no número de turistas norte-americanos e um período difícil para visitar parentes nos EUA. Enquanto alguns exilados no Sul da Flórida estão comemorando, outros questionam o motivo de se desfazer de uma política que começou a mostrar resultados no governo de Barack Obama, aumentando o número de cubanos economicamente independentes do governo. Em 2014, a política promovida pelo presidente democrata desencadeou um grande boom de visitantes norte-americanos, bombeando dinheiro para o setor privado nascente do país. Muitos cubanos melhoraram de vida.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia