Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de junho de 2017. Atualizado às 23h01.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Educação

Notícia da edição impressa de 30/06/2017. Alterada em 29/06 às 21h49min

Porto Alegre nomeará monitores e professores para a rede municipal

A prefeitura de Porto Alegre vai nomear 250 professores e monitores aprovados nos últimos concursos realizados para a rede municipal. O secretário municipal de Educação, Adriano Naves de Brito, solicitou à Secretaria de Planejamento e Gestão posse imediata dos servidores, para atuação em Educação Infantil e Ensino Fundamental.
A maioria das nomeações será para a função de monitores (78). Entre os professores, a necessidade maior é para anos iniciais (49), que atendem do primeiro ao terceiro ano do Ensino Fundamental, seguidos por Educação Infantil (35), Educação Especial (15), Matemática (15) e Português (12).
As nomeações irão repor os profissionais que pediram aposentadoria ou se exoneraram nos últimos meses. De janeiro a maio, são 214 pedidos de aposentadoria - em todo o ano passado, foram 261 e, no ano anterior, 271. Também há 41 pedidos de exoneração neste ano.
A grande quantidade de monitores necessários se deve à implantação da nova rotina escolar anunciada em fevereiro. A mudança prevê que os alunos sejam acompanhados por monitores até o refeitório, para o café da manhã e o almoço. Antes, quem fazia o acompanhamento eram os professores. Nem todas as instituições de ensino aceitaram a alteração, entre outros motivos, devido à falta de monitores.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia