Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de junho de 2017. Atualizado às 12h31.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Acidente

Alterada em 22/06 às 12h31min

Acidente entre carreta, ônibus e ambulâncias deixa mortos no ES

Um acidente entre uma carreta, um ônibus e duas ambulâncias deixou vários mortos e feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari, no Espírito Santo, próximo a um posto de combustíveis. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), pelo menos 15 mortes já foram confirmadas. As colisões aconteceram no início da manhã desta quinta-feira, 22.
As informações iniciais da PRF são de que uma carreta carregada de rochas que seguia para o município de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado, invadiu a contramão e atingiu de frente um ônibus com passageiros que voltava de São Paulo para Vitória. Atrás ainda estavam duas ambulâncias dos municípios de Jerônimo Monteiro e Alfredo Chaves.
Algumas vítimas foram arremessadas para fora dos veículos e outras, carbonizadas.
No local, policiais ainda estão trabalhando na remoção de vítimas e o encaminhamento delas para hospitais da região. A PRF ainda não divulgou o total de feridos no acidente.
"Estamos preocupados primeiramente em resgatar essas pessoas e identificar os mortos no local. Após isso, vamos recolher os dados dessas pessoas. Foi uma fatalidade", afirmou o superintendente da PRF no Espírito Santo, Wyllis Lyra.
Nas proximidades do acidente, foram vistas muitas ambulâncias, equipes de policiais civis e militares, além de muitos curiosos. O trânsito no local foi interditado nos dois sentidos e não há previsão de quando a pista será liberada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia