Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de junho de 2017. Atualizado às 15h18.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

copa das confederações

22/06/2017 - 15h03min. Alterada em 22/06 às 15h18min

Camarões e Austrália empatam e se complicam na Copa das Confederações

As equipes fizeram um jogo de baixo nível técnico em São Petersburgo e empataram por 1 a 1

As equipes fizeram um jogo de baixo nível técnico em São Petersburgo e empataram por 1 a 1


KIRILL KUDRYAVTSEV /AFP/JC
As seleções de Camarões e da Austrália se complicaram na Copa das Confederações, que está sendo realizado na Rússia. Nesta quinta-feira, em duelo válido pela segunda rodada do Grupo B, as equipes fizeram um jogo de baixo nível técnico em São Petersburgo e empataram por 1 a 1.
O confronto entre os atuais campeões da Ásia - a Austrália joga no continente, embora seja da Oceania - e da África foi bastante movimentado, mas também cheio de passes errados dos times e gols perdidos por Camarões, especialmente pelo atacante Aboubakar. Além disso, a equipe não resistiu à pressão australiana no início da etapa final e acabou cedendo a igualdade.
Com isso, ambas as seleções somam apenas um ponto na classificação da chave, atrás das seleções alemã e chilena, que vão se enfrentar ainda nesta quarta-feira. Na rodada final do Grupo B, no próximo domingo, Camarões vai encarar a Alemanha em Sochi, enquanto a Austrália medirá forças com o Chile em Moscou.
Derrotadas na estreia na Copa das Confederações, Austrália e Camarões fizeram um duelo franco nos primeiros minutos do duelo em São Petersburgo, com várias finalizações. O primeiro momento de perigo surgiu aos quatro minutos e foi da seleção africana, em uma finalização de dentro da grande área, de Aboubakar, que foi para fora.
Só que a empolgação inicial se transformou em muitos erros de passe e pouca emoção. A Austrália era quem mais apresentava dificuldades em avançar, jogando em ritmo lento. Já Camarões era mais efetiva e quase marcou aos 37 minutos, quando Moukandjo finalizou após tabela com Aboubakar e viu Mat Ryan fazer grande defesa.
E o gol camaronês acabou saindo no final da primeira etapa, na 11ª finalização da equipe no jogo, a maioria sem qualquer perigo. Aos 45 minutos, Ngadjui fez lançamento em profundidade e Anguissa deu um leve toque na saída de Ryan para colocar a equipe africana em vantagem.
Logo o primeiro lance do segundo tempo indiciou uma postura diferente da Austrália, tentando propor o jogo e sendo mais ofensiva, tanto que quase empatou o jogo com Juric ao finalizar por cima do gol, de dentro da grande área, após receber cruzamento de Leckie.
E o gol australiano saiu aos 14 minutos, contando com o auxílio do árbitro de vídeo, que confirmou o pênalti marcado pelo sérvio Milorad Mazic na jogada em que Gersbach foi derrubado na grande área. Milligan converteu a cobrança e igualou o placar.
A seleção de Camarões, então, que estava recuada, apostando nos contra-ataques, conseguiu retomar o controle do duelo, mesmo que com muitos erros. E ainda viu Aboubakar, o principal jogador do seu setor ofensivo falhar na pontaria. O atacante do Besiktas já havia desperdiçado uma chance clara quando a sua equipe estava em vantagem e falhou novamente aos 18 minutos, na cara do gol, ao bater para fora após receber um cruzamento.
Os minutos finais foram de pressão quase total dos camaroneses. E Aboubakar voltou a ter nova chance e desperdiçá-la, aos 39 minutos, completando mal mais um cruzamento, dessa vez com um voleio, e mantendo a igualdade no placar em São Petersburgo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia