Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de junho de 2017. Atualizado às 12h40.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Série B

Notícia da edição impressa de 21/06/2017. Alterada em 21/06 às 00h06min

Sem chutar a gol, Inter fica no 0 a 0 com o Paraná

Meia D'Alessandro teve atuação apagada no confronto de ontem

Meia D'Alessandro teve atuação apagada no confronto de ontem


Ricardo Duarte/Ricardo Duarte/Inter/Divulgação/JC
"O horror, o horror."
Essas palavras foram ditas pelo coronel Kurtz no romance Coração das Trevas de Joseph Conrad, representado por Marlon Brando no filme Apocalypse Now, mas poderiam muito bem ter sido repetidas pelo torcedor colorado que foi ao Beira-Rio na noite de ontem acompanhar de perto o duelo entre Inter e Paraná, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Em uma atuação deprimente, sem dar sequer um chute a gol durante os 90 minutos, o Colorado ficou apenas no empate em 0 a 0, e caiu para sexto na tabela de classificação.
 O primeiro tempo de partida foi das piores coisas vistas pelos gramados do Rio Grande do Sul no ano. Lento, sem aproximação, com jogadores estáticos, errando passes e sem apresentar jogadas resultantes de treino, o Inter irritou a torcida, que não poupou o time das vaias
 D'Alessandro, que costuma ser uma ilha de lucidez no meio campo, teve atuação apagada e, assim, o time da casa foi pobre em seu setor ofensivo e cometeu erros de desatenção na defesa. A falta de uma mecânica de jogo, com alternativas de mudança no decorrer da partida, se fez mais uma vez presente.
 Os 12 mil colorados que foram ao Beira-Rio tinham a esperança de que a segunda etapa seria diferente. Mas não foi.
 A inoperância ofensiva se repetiu, com um festival de passes errados e lances dignos de campeonatos de várzea. O Paraná, por sua vez, também não colaborou para o espetáculo. Diferentemente dos donos da casa, os visitantes, porém, não tinham ambições maiores do que a de levar para Curitiba um ponto conquistado em Porto Alegre.
Os instantes finais foram de um Inter esgotado fisicamente, e um Paraná em cima buscando uma vitória que não mereceu. Assim, o resultado de 0 a 0 foi o mais justo para um jogo muito fraco tecnicamente.
Guto Ferreira terá muito trabalho pela frente para tentar fazer o Inter de 2017 jogar um futebol que ainda não jogou na temporada.
Internacional 0 x 0 Paraná
Danilo Fernandes; Ceará (Valdemir), Danilo Silva, Klaus e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Fabinho, Uendel e D'Alessandro; Eduardo Sasha (Marcelo Cirino) e Nico López (Brenner). Técnico: Guto Ferreira.
  Richard; Cristovam, Rayan, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias, Renatinho (Luiz Otávio) e Minho (Jhony); Robson e Felipe Alves (Rafael Lucas). Técnico: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO).
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 21/06/2017 09h34min
FALTOU APRESENTAR A BOLA DE FUTEBOL AOS JOGADORES !!!nnJogador de futebol precisa ter humildade e pedir desculpas para a nossa dona do espetáculo, vossa excelência e majestosa bola. Se a bola fosse uma novidade tudo bem, mas os caras conhecem esta menina redonda desde as categorias de base. É aquele lance da competência, perseverança para sempre continuar tentando até que um dia rola um clima e bola aceita também ser dominada por outro jogador que está lhe tratando melhor no momento. O prêmio da dedicação é ver a bola rolando, viajando pelo ar e estufar a rede do goleiro que estava no mundo da lua como os seus zagueiros que não pularam com os atacantes adversários. Por alguns segundos parece que dá um branco, e todos ficam ali apenas assistindo o tempo passar, e mais uma vez a partida de futebol terminar, sem a alegria do artilheiro e vibração do povo na hora do gol. Assim foi o jogo de ontem do Internacional 0 x 0 Paraná, ou seja sem graça alguma. Sábado tem mais Série B lá no Alegre Bento Freitas contra o embalado Brasil de Pelotas. Que pedreira o Internacional vai ter enfrentar !!! Abs. Dorian Bueno Google + Plus, POA, 21.06.2017nnn