Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de junho de 2017. Atualizado às 13h12.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

07/06/2017 - 12h54min. Alterada em 07/06 às 13h12min

Grêmio decide viajar de ônibus para partida com Chapecoense

Jogadores fizeram último treino antes de embarcar para jogo contra a Chapecoense

Jogadores fizeram último treino antes de embarcar para jogo contra a Chapecoense


Crédito/LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA/divulgação/jc
Agência Folhapress
O Grêmio viajará até Chapecó, para enfrentar a Chapecoense, de ônibus. Um dia depois de pedir adiamento da partida por problemas de logística, o time gaúcho confirmou que botará o elenco na estrada. Mesmo com o aeroporto local aberto para pousos e decolagens, a companhia aérea que levaria a delegação em voo fretado não deu confirmou a viagem. Chapecoense e Grêmio se enfrentam nesta quinta-feira (8), às 20h. O jogo originalmente estava marcado para quarta-feira (7), às 21h45.
A delegação do clube gaúcho irá encarar viagem de 7h. O deslocamento via terrestre era uma das três opções de logística levantada pela diretoria, logo após a CBF atender pedido e remarcar jogo válido pela quinta rodada do Brasileirão. O Grêmio treinou nesta quarta-feira (7) e ficou à espera de novidades sobre o teto no aeroporto Serafin Ennos Bertaso, em Chapecó. Por volta das 11h, o clube obteve a informação de reabertura da pista, mas a companhia aérea afirmou que a decolagem não ocorreria. A empresa já havia cancelado o voo do clube um dia antes.
Na terça-feira (6), o Grêmio afirmou que não viajaria de ônibus. Motivo: a logística original prevendo deslocamento de avião e acidente com funcionários do clube. Um carro, com quatro integrantes do estafe do gremista, capotou na estrada que leva até Chapecó. Mesmo sem feridos graves, o Grêmio ligou o alerta diante das condições da estrada e o tempo ruim -com chuva contínua e neblina forte. Outro argumento para descartar o coletivo na terça foi o período do deslocamento, à noite. Agora, o time rodará durante o dia e sem intempéries mais severas.

Tricolor viaja com desfalques

Além da logística até Chapecó, o Grêmio teve outras duas notícias após o treino derradeiro antes da quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Pedro Geromel e Gastón Fernández estão fora do jogo contra a Chapecoense. O zagueiro já havia sido vetado da lista de relacionados na programação original, que marcava deslocamento para terça-feira à tarde. A justificativa é forte quadro gripal. Já o meia argentino ficou fora por conta de dores lombares.
Miller Bolaños, recuperado fisicamente, não foi relacionado e deve voltar apenas contra o Bahia. Lucas Barrios, que levou forte pancada diante do Vasco e havia ficado fora da primeira lista de relacionados do Grêmio a Chapecó, foi liberado e poderá atuar.
O Grêmio deve atuar com: Marcelo Grohe; Léo Moura, Rafael Thyere, Kannemann e B. Cortez; Michel, Arthur (Maicon), Ramiro, Luan e Pedro Rocha; Lucas Barrios. Ainda estão relacionados: Bruno Grassi, Bressan, Bruno Rodrigo, Edílson, Jaílson, Kaio, Everton, Fernandinho e Beto da Silva.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia