Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de junho de 2017. Atualizado às 22h36.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 28/06/2017. Alterada em 27/06 às 21h26min

Dólar à vista sobe 0,41%

O dólar desacelerou a alta ante o real ontem, após o pronunciamento de defesa do presidente do Michel Temer. Outros fatores que aliviaram pressão da moeda americana vieram do exterior, com mais um dia de avanço acentuado das commodities. Além disso, o dólar caiu com força ante as principais moedas, principalmente em relação ao euro, depois que o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, sinalizou que os estímulos econômicos podem ser reduzidos em breve.
No mercado à vista, o dólar terminou em alta de 0,41%, aos R$ 3,3152. O giro financeiro registrado somou US$ 1 bilhão.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia