Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de junho de 2017. Atualizado às 10h55.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 23/06 às 10h57min

Dólar oscila em baixa com realização de lucro induzida por exterior e IPCA-15

O dólar oscilava com viés de baixa na manhã desta sexta-feira (23) após abrir com ligeira alta, refletindo uma realização de ganhos recentes induzida pela queda da moeda americana no exterior em meio à recuperação moderada do petróleo e alta de 1% do cobre.
Um operador de uma corretora disse que a desaceleração do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) em junho para 0,16%, ante 0,24% em maio, embora acima da mediana das projeções do mercado (+0,11%), é bem recebida também porque não alterar as expectativas majoritárias de corte de 0,75 ponto porcentual na Selic na reunião de julho.
O gerente de mesa de derivativos de uma gestora de recursos disse que há uma discreta realização de ganhos acumulados (3,31% no mês até quinta), mas a moeda tende a entrar em modo de cautela mais tarde, porque estão no radar possíveis delações do deputado cassado Eduardo Cunha e do doleiro Lúcio Bolonha Funaro.
Além disso, segundo a fonte, já começou a correr na quinta-feira (22) o prazo de cinco dias que a Procuradoria-Geral da República tem para apresentar denúncia contra Temer.
Às 9h47min, o dólar para julho caía 0,16%, aos R$ 3,3415. O dólar á vista no balcão recuava 0,12%, aos R$ 3,3360.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia