Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de junho de 2017. Atualizado às 08h22.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 23/06 às 08h23min

Bolsas da Ásia fecham sem sinal único, em sessão volátil na China

As bolsas asiáticas fecharam sem sinal único nesta sexta-feira (23). Nos mercados chineses, houve volatilidade, mas as praças ficaram em território positivo no fim da sessão, enquanto na Bolsa de Tóquio houve alta discreta.
Na China, a Bolsa de Xangai fechou em alta de 0,33%, em 3.157,87 pontos, e o Shenzhen Composto avançou 0,46%, a 1.957,22 pontos. As bolsas no país começaram o dia no vermelho, após surgir a notícia de que autoridades de Pequim investigariam investimentos no exterior e empréstimos de companhias nacionais. "Há ainda incertezas e acho que o melhor para o próprio regulador do setor bancário seria vir a público esclarecer a política", afirmou a analista sênior Amy Lin, da consultoria Capital Economics. Durante o dia, porém, os índices acionários melhoraram, ajudados por uma reação nos papéis da Wanda Film Holding e da Shanghai Fosun Pharmaceutical, que se recuperaram de perdas da sessão anterior. Na semana, a Bolsa de Xangai subiu 1,1%.
Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou com queda de 0,02%, em 25.670,05 pontos, após oscilar perto da estabilidade durante o dia. China Unicom subiu 1,7%, para a máxima em dois anos, diante de relatos de que as gigantes do setor de tecnologia Tencent e Alibaba irão investir na controladora estatal da empresa. Na semana, o Hang Seng teve ganho de 0,2%.
Na Coreia do Sul, o índice Kospi subiu 0,35% hoje em Seul, para 2.378,60 pontos, beneficiado pela calma maior nas bolsas chinesas na segunda metade do pregão.
Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,11%, para 20.132,67 pontos, em reação a resultados corporativos robustos. Com isso, o Nikkei interrompeu dois dias de queda e ainda avançou 1% na comparação semanal.
Em Taiwan, o índice Taiex teve queda de 0,2%, para 10.377,70, para interromper uma sequência de seis altas seguidas. O setor de ações de tecnologia, que tem muito peso nessa bolsa, ficou pressionado, com a ação da Compal Electronics em baixa de 1,2% e a da TSMC, de 0,5%. Na Bolsa de Manila, o índice Taiex teve recuo de 0,56% hoje, para 7.814,17 pontos.
Na Oceania, na Austrália o índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 0,17%, em 5.715,90 pontos, em dia positivo para papéis do setor de cuidados com saúde e de produtoras de matérias-primas em geral. A mineradora Rio Tinto subiu 0,79%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia