Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de junho de 2017. Atualizado às 18h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 12/06 às 18h15min

Dólar recua ante euro e iene em Nova Iorque antes de decisão do Fed

O dólar recuou ante o iene e o euro nesta segunda-feira (12), em meio a ansiedade dos investidores com a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) a ser concluída na quarta-feira. A divisa americana, no entanto, continuou ganhando terreno ante a libra.
No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar caiu para 109,86 ienes de 110,25 no fim da tarde de sexta-feira; o euro avançou para US$ 1,1204 de US$ 1,1199.
É esperado que o BC eleve as taxas de juros pela segunda vez neste ano, mas os investidores devem ficar atentos ao tom da autoridade monetária, atrás de pistas sobre quais são os planos futuros do Fed para as taxas de juros.
"O desempenho do dólar dependerá pesadamente do comunicado de política do BC e o tom usado pela presidente Janet Yellen", disse Omer Esiner, analista de mercado da Commonwealth Foreign Exchange. Juros maiores tendem a fortalecer o dólar, uma vez que a moeda fica mais atrativa para investidores em busca de retornos.
O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) e o Banco Nacional da Suíça também realizarão reuniões de política monetária nesta semana.
Enquanto isso, a libra continuou a se enfraquecer ante o dólar depois do resultado inesperado das eleições parlamentares da semana passada. Na sexta-feira, a divisa registrou sua maior perda ante o dólar em oito meses, após o Partido Conservador da primeira ministra, Theresa May, ter perdido a maioria no Parlamento. Hoje, a libra recuou para US$ 1,2657 de US$ 1,2727 na sexta-feira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia