Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de junho de 2017. Atualizado às 16h40.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

tributos

Alterada em 12/06 às 16h41min

IFI prevê déficit primário de R$ 144,1 bi para governo central em 2017

O Instituto Fiscal Independente (IFI) do Senado Federal espera um resultado primário negativo em R$ 144,1 bilhões do governo central neste ano, o equivalente a 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB). A projeção significa descumprimento em relação à meta fixada para este ano, de déficit de R$ 139 bilhões em 2017.
"A receita está tendo desempenho muito negativo por conta da atividade econômica. Há risco muito grande à meta, pois receitas extraordinárias também podem ter frustração", disse o diretor executivo da instituição, Felipe Salto.
Segundo o economista, a entidade ainda considera a possibilidade de o governo cumprir a meta este ano, mas já está "começando a fazer ressalvas" diante da possibilidade de frustração de receitas. Só nos primeiros quatro meses, houve frustração de R$ 19,4 bilhões, segundo o IFI.
Para 2018, a projeção também é de descumprimento da meta, fixada em déficit de R$ 129 bilhões. A IFI espera rombo até maior do que neste ano, de R$ 167 bilhões (2,39% do PIB).
Segundo Salto, apesar do avanço significativo do PIB, de 1% no primeiro trimestre ante o último trimestre do ano passado, a recuperação ainda é muito incerta, e isso tem impacto sobre a arrecadação do governo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia