Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de junho de 2017. Atualizado às 16h20.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

empreendedorismo

12/06/2017 - 16h25min. Alterada em 12/06 às 16h26min

Embrapii e Sebrae fecham acordo para financiar inovação industrial

Agência Brasil
A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) fechou hoje (12) uma parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para financiar projetos de inovação industrial.
O contrato prevê a liberação de R$ 20 milhões em duas linhas, uma voltada para micro e pequenas empresas, focada em desenvolvimento tecnológico, e outra destinada ao encadeamento tecnológico, para empreendedores de todos os tamanhos.
Nos projetos de desenvolvimento tecnológico poderão participar também microempreendedores individuais e startups. Os projetos receberão um terço dos recursos necessários da Embrapii e o Sebrae arcará com até 70% do restante, com a possibilidade de um novo aporte da empresa de pesquisa. No entanto, a contrapartida do empreendedor não poderá ser inferior a 10% do total.
Na modalidade de encadeamento tecnológico, o investimento da Emprapii se mantém em um terço e a participação do Sebrae poderá chegar a 80% da contrapartida. A expectativa é beneficiar cerca de 200 negócios de pequeno porte.
Para o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, a difusão pelo território nacional do serviço de apoio às empresas faz com que a iniciativa possa chegar as diversas partes do país. "Através das instituições envolvidas no processo de pesquisa e uma instituição como o Sebrae, que tem abrangência nacional para efeito de se atrair os interessados, que depois passam pelo filtro das entidades, sob o comando da Emprapii, para que a gente possa fazer uma injeção direta de recursos para preparar essas empresas para irem ao mercado", ressaltou.
O ministro da da Ciência, Tecnologia, e Comunicações, Gilberto Kassab, disse que caberá à Embrapii, como órgão especializado, indicar quais as melhores opções para uso dos recursos. "É evidente que a Embrapii tem a enorme responsabilidade de mostrar ao Sebrae o bom uso desses recursos e o resultado do investimento", enfatizou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia