Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 09 de junho de 2017. Atualizado às 17h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 09/06 às 17h52min

Petróleo fecha em alta, após mostrar volatilidade durante a sessão

O petróleo fechou em alta nesta sexta-feira, após oscilar durante a sessão. A commodity registrou, porém, seu terceiro recuo semanal consecutivo, depois de uma elevação inesperada nos estoques dos Estados Unidos na quarta-feira lançar uma sombra sobre os esforços para reduzir a oferta global.
O petróleo WTI para julho fechou em alta de 0,42%, a US$ 45,83 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para agosto avançou 0,61%, a US$ 48,15 o barril, na ICE. Na comparação semanal, o WTI teve queda de 3,84% e o Brent, de 3,60%.
Nesta sexta-feira, os contratos receberam algum impulso de compra ao voltarem a testar as mínimas desde o início de maio, segundo Troy Vincent, analista de petróleo da ClipperData. Segundo ele, porém, com os estoques em nível alto e a retomada na produção em algumas nações, há poucos dados que podem retirar os preços da tendência negativa atual.
A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) liderou um esforço para prorrogar um acordo para conter a produção da commodity no mês passado, a fim de equilibrar mais o mercado.
Alguns analistas, porém, avaliam que isso não é o suficiente. A consultoria Energy Aspects acredita que o cartel precisa também cortar exportações, além de reduzir a produção, a fim de diminuir o peso das exportações recordes dos EUA.
Na tarde desta sexta, a Baker Hughes informou que o número de poços e plataformas de petróleo em atividade nos EUA subiu 8, para 741. Trata-se da 21ª alta consecutiva no levantamento da companhia que presta serviços no setor. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia