Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de junho de 2017. Atualizado às 00h22.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

consumo

Notícia da edição impressa de 08/06/2017. Alterada em 07/06 às 20h54min

Mercado de cartões de crédito cresce 5,9% no primeiro trimestre no País

O mercado de cartões registrou crescimento de 5,9% no primeiro trimestre ante um ano, totalizando R$ 285 bilhões, de acordo com o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), Fernando Chacon. "O segmento apresentou crescimento bem maior que a nossa economia, dado ao aumento do uso de cartões", avaliou ele durante o Ciab, congresso de tecnologia bancária promovido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).
Do volume total movimentado pelo segmento no primeiro trimestre, R$ 112 bilhões corresponderam à modalidade de débito, com alta de 7,6% e R$ 173 bilhões de crédito, com aumento de 4,8%, na mesma base de comparação. "Foi o maior crescimento do cartão de crédito desde o terceiro trimestre de 2015", destacou Chacon.
Sobre o crédito rotativo, que desde abril passou a ser limitado a 30 dias de uso, no máximo, Chacon informou que o setor cumpriu o objetivo de reduzir a taxa em mais de 50% com os novos produtos.
Ao final da quarta semana de maio, os juros na modalidade foram a 207,90%, o que representa uma retração de 54% em relação à quarta semana de março, quando estavam em 455,40%. Segundo o presidente da Abecs, a taxa do rotativo no mês foi a 9,8%.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia