Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de junho de 2017. Atualizado às 08h42.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Bancos

07/06/2017 - 08h41min. Alterada em 07/06 às 08h42min

Santander compra Banco Popular Español por valor simbólico de 1 euro

O Banco Santander comprou o Banco Popular Español num leilão durante a madrugada pelo valor simbólico de 1 euro. O Banco Central Europeu (BCE) já havia afirmado que o Popular, sexto maior banco da Espanha em ativos, estava a caminho da falência.
De acordo com o Santander, o plano é levantar 7 bilhões de euros para financiar uma faxina no balanço do Banco Popular.
Enquanto os maiores credores espanhóis estão numa base financeira estável, o Banco Popular vinha sendo o elo fraco, com um balanço negativo de cerca de 37 bilhões de euros em execuções de hipotecas e outros ativos de liquidação duvidosa, acumulados durante a crise imobiliária no país. Só na semana passada, o valor das ações do banco despencou mais de 50% com preocupações dos investidores de que não seria possível vender ativos, levantar capital ou encontrar um comprador.
"A deterioração significativa da liquidez do banco nos últimos dias levou à determinação de que a entidade se tornaria, num futuro próximo, incapaz de pagar suas dívidas e outras obrigações quando elas vencerem", afirmou o BCE em nota enviada à imprensa nesta quarta-feira (7).
"Consequentemente, o BCE estipulou que o banco estava falindo, ou com probabilidade de falir, e prontamente informou o Conselho Único de Resolução, que decidiu por uma solução que implica a venda do Banco Popular Español ao Banco Santander".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia