Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 06 de junho de 2017. Atualizado às 23h58.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

VAREJO

Notícia da edição impressa de 07/06/2017. Alterada em 06/06 às 22h46min

Lebes deve inaugurar nova loja em agosto

Otelmo Drebes Jr. (e) , Otélio Drebes (c) e Otelmo Drebes falaram sobre a história da rede

Otelmo Drebes Jr. (e) , Otélio Drebes (c) e Otelmo Drebes falaram sobre a história da rede


MARCELO G. RIBEIRO/MARCELO G. RIBEIRO/JC
Carolina Hickmann
Na contramão dos indicadores que medem a atividade do varejo e mostram retração no consumo, as lojas Lebes cresceram 10% de janeiro a maio em relação ao mesmo período de 2016. Recentemente, a marca anunciou a abertura de uma loja no antigo prédio da Guaspari, no Centro Histórico da Capital. A expectativa era inaugurar o empreendimento até o fim de julho. Segundo o presidente da Lebes, Otelmo Drebes, a inauguração ficará para o início de agosto.
De acordo com o executivo, o que impede a divulgação de uma data certa para a inauguração é a ausência de itens essenciais ao funcionamento da loja, como uma escada rolante que está sendo importada. "A partir do momento que se tem um ponto comercial em um prédio histórico, acontece não só a revitalização do prédio, mas também uma propagação da marca", argumenta Otelmo Drebes, ao enumerar os pontos positivos da localidade do prédio de cerca de 4 mil m2 e propor que a nova loja auxilie na manutenção do ritmo de crescimento dos primeiros meses do ano até o final do exercício.
Os bons números também são reflexo de investimentos realizados no ano passado para a abertura de novas filiais que deram bom retorno. Neste ano, a expectativa é abrir quatro novas lojas no Estado, entre a do Centro Histórico de Porto Alegre e uma nova filial em Santa Maria, que será inaugurada no próximo dia 22. Das cerca de 100 lojas da bandeira, apenas uma não está localizada no Rio Grande do Sul. Inaugurada no meio do ano passado, a loja de Criciúma, em Santa Catarina, é uma daquelas que refletiram no crescimento da marca no início deste ano, mas deve seguir como a única fora do Estado em 2017.
Um dos quesitos para que uma cidade seja escolhida como sede de uma loja da marca é estar localizada a um raio de 350 quilômetros da Capital. Otelmo Drebes explica que o plano de negócios da empresa foi consolidado desta maneira por uma questão de logística. "Esse raio permite que a maioria das lojas receba mercadoria diariamente", ressalta, ao citar a escolha como um diferencial da marca, que auxilia no enfrentamento da crise.
O gestor diz que empresa alguma é imune a instabilidades econômicas, e que o crescimento registrado, apesar da retração do consumo, é fruto de uma constante política de melhor aproveitamento de recursos. "Não trabalhamos com redução de um número 'x' de funcionários em tempos de crise, mas ajustamos constantemente contratos com fornecedores, por exemplo", afirma. "Em épocas de crise negociamos um pouco mais, em épocas menos apertadas, menos", disse.
O executivo participou de evento ontem, na Associação Comercial de Porto Alegre, reunindo as três gerações da rede, juntamente com o fundador do grupo, Otélio Drebes, e o diretor de marketing e vendas, Otelmo Drebes Jr., no qual falaram sobre a trajetória de sucesso da empresa e novos projetos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia