Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de junho de 2017. Atualizado às 23h52.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 23/06/2017. Alterada em 22/06 às 20h16min

Frases e personagens

Cláudio Janta

Cláudio Janta


JONATHAN HECKLER/JC
"A prefeitura não tem como continuar repassando R$ 150 milhões para bancar as aposentadorias e pensões. Vários fundos de pensão no País quebraram, não podemos postergar a reorganização financeira do modelo. Estados aumentaram a alíquota, Porto Alegre é de todos e essa verba deixa de ir para a educação, saúde e segurança". Cláudio Janta (SD), vereador líder do governo na Câmara de Porto Alegre.
"O PL 004/2017 é mais um ataque que o governo Nelson Marchezan Jr. (PSDB) quer impor aos municipários. Ele propõe aumento da contribuição do Previmpa, de 11% para 14%. O prefeito está enviando para os servidores uma conta que eles não fizeram." Adelto Rohr, diretor do Sindicato dos Municipários/Simpa.
"O problema não é de hoje, as contas não fecham, na questão previdenciária, seja do município de Porto Alegre, ou em nível federal e em alguns estados. Temos que debater esse assunto agora, ou, em breve, não haverá como pagar aposentadorias e pensões." José Alfredo Parode, secretário de Planejamento e Gestão da Capital.
"A Câmara aprovou o requerimento de minha autoria, que prevê a constituição de Frente Parlamentar em Defesa do Hospital Parque Belém. Essa frente deverá apoiar, incentivar e fomentar a utilização dos leitos hospitalares, atendimentos de emergência e todo tipo de atividade que garanta acesso na área de saúde pública, em especial nesta instituição de saúde." Thiago Duarte (DEM), vereador de Porto Alegre.
"Só consegui privatizar uma subsidiária da Eletrobras, a Gerasul, que reunia ativos de geração da companhia no Sul do País, vendida em 1998 à Tractebel, que atualmente opera com o nome de Engie Brasil Energia. Por que só conseguimos privatizar a Gerasul? Porque era impossível enfrentar os blocos de poder nas outras empresas. Quando se fala uma estatal pertence ao povo, não, pertence aos políticos e aos grupos de interesse ali organizados, e isso continua. Não é que a burocracia estatal não seja capaz de chegar a uma boa performance, o que não é capaz é o sistema político." Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ex-presidente.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia