Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 05 de junho de 2017. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 06/06/2017. Alterada em 05/06 às 19h57min

Frases e personagens

Gleisi Hoffmann

Gleisi Hoffmann


MARIANA CARLESSO/JC
"Não somos organização religiosa, não fazemos profissão de culpa, tampouco nos açoitamos. Não vamos ficar enumerando os erros que achamos para que a burguesia e a direita explorem nossa imagem." Gleisi Hoffmann, nova presidente do PT nacional.
"O PT exige o fim da perseguição judicial contra seu fundador, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os planos da direita com acusações visam impedir que ele volte a ser candidato presidencial nas eleições previstas para outubro de 2018." Nota do PT, após o seu 6º Congresso Nacional.
"Em qualquer lugar do mundo, a Justiça precisa ter provas para poder julgar ou condenar alguém. Mas no Brasil de hoje, é você que tem que demonstrar que é inocente." Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ex-presidente.
"O presidente Michel Temer pode ganhar sobrevida política porque está sendo mais rápido na reação às denúncias contra mim do que o PT e outros partidos da oposição nos ataques. O governo, mesmo em situação crítica, tem conseguido reaglutinar forças, enquanto o PT precisa de uma bandeira para reconquistar a confiança da sociedade." Também Lula da Silva.
"A liberdade na política de preços é uma questão crucial na meta de fechar parcerias no refino. Esperamos ter uma resposta adequada que traga a visão de que a questão foi endereçada. Só posso afirmar que é uma questão crucial." Pedro Parente, presidente da Petrobras.
"Conversei com o presidente Michel Temer sobre as duas medidas provisórias que acabaram com proteção de várias áreas protegidas da Amazônia. Ele se mostrou sensível ao apelo da pasta e de organizações socioambientais para que ele vete as MPs." Sarney Filho (PV-MA), ministro do Meio Ambiente.
"Greenpeace, Instituto Socioambiental (ISA) e WWF também se mobilizam para sensibilizar o governo sobre o rebaixamento ambiental que atingiu 597 mil hectares de terras na região, o equivalente a 5.970 quilômetros quadrados, quatro vezes o tamanho da cidade de São Paulo." Também Sarney Filho.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia