Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de junho de 2017. Atualizado às 23h38.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 02/06/2017. Alterada em 01/06 às 20h00min

Frases e personagens

"O trabalho realizado pela Receita Municipal de Porto Alegre em 2016 foi fundamental para que a cidade se transformasse na capital estadual com menor impacto da crise na arrecadação de tributos municipais no ano passado." Joarez Tejada Franceschi, presidente da Associação dos Auditores-Fiscais da Receita Municipal de Porto Alegre (Aiamu).
"O ano de 2016 foi difícil em todos os setores da economia do País. Muitas pessoas não tiveram condições de quitar estes compromissos e mesmo com todo o esforço da Receita Municipal da Secretaria da Fazenda não foi possível incrementar a arrecadação de forma geral. Ainda assim, o fato do ISS e do ITBI terem crescido reforça a importância do trabalho que todos os colegas realizam para viabilizar o desenvolvimento da cidade." Também Joarez Tejada Franceschi.
"A PEC nº 10/2011 acaba com o foro privilegiado em caso de crimes comuns para deputados, senadores, ministros de estado, governadores, ministros de tribunais superiores, desembargadores, embaixadores, comandantes militares, integrantes de tribunais regionais federais, juízes federais, membros do MP, procurador-geral da República e membros dos conselhos de Justiça e do Ministério Público. As únicas exceções são os chefes dos três poderes da União, Executivo, Legislativo e Judiciário." Alvaro Dias (PV-PR).
"Todos são iguais e todos têm que responder perante a lei. O fim do foro privilegiado demorou tanto que devemos é pedir desculpas ao Brasil." Magno Malta (PR ), senador.
"O Banco Central errou ao não promover corte mais incisivo da taxa de juros, pois as expectativas de inflação tanto para 2017 quanto para 2018 seguem abaixo da meta de 4,5%." Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp.
"Acabou a recessão! Isso é resultado das medidas que estamos tomando. O Brasil voltou a crescer. E com as reformas vai crescer mais ainda." Michel Temer (PMDB), presidente, sobre o crescimento de 1% do PIB no primeiro trimestre de 2017.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia