Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de maio de 2017. Atualizado às 09h51.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

Alterada em 29/05 às 09h55min

Temer fará reunião com Meirelles, Dyogo e novo presidente do Bndes

Depois de cancelar neste domingo (28) uma reunião com a equipe econômica para fazer uma viagem para Maceió e Recife, cidades duramente afetadas pelas chuvas, o presidente Michel Temer transferiu para essa manhã, às 10h, no Palácio do Planalto, a reunião com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; do Planejamento, Dyogo Oliveira; e o novo presidente do Bndes, Paulo Rabelo.
Depois, às 11h, o presidente recebe o ministro dos Transportes, Mauricio Quintella; da Secretaria-geral da Presidência, Moreira Franco e o diretor-presidente da Anac, José Ricardo Botelho. A reunião contará ainda com a presença dos presidentes das operadoras aeroportuárias vencedoras do leilão de concessão dos aeroportos de Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Porto Alegre.
No fim da tarde, Temer embarca para São Paulo para participar de um jantar por ocasião do Fórum de Investimentos Brasil 2017, que terá a abertura oficial na terça-feira (30). O evento é uma das apostas do governo para tentar atrair investidores internacionais em meio à maior crise vivida por Temer, depois que se tornou investigado no Supremo Tribunal Federal (STF).
Além de tentar manter a agenda econômica, o presidente fez no domingo a troca no ministério da Justiça, indicando para o cargo Torquato Jardim. O deputado Osmar Serraglio, que antes ocupava a pasta, foi convidado para assumir o Ministério da Transparência, que antes era justamente comandada por Torquato.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia