Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 10 de maio de 2017. Atualizado às 08h21.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

coreia do sul

Alterada em 10/05 às 08h25min

Moon Jae-in assume presidência sul-coreana e fala em visitar Coreia do Norte

Moon Jae-in tomou posse como presidente da Coreia do Sul nesta quarta-feira e afirmou estar disposto a visitar a vizinha Coreia do Norte "sob as condições certas" para discutir o programa nuclear do regime de Pyongyang.
A postura mais moderada de Moon pode gerar atritos com Washington, que nos últimos tempos vem alternando ameaças de ação militar com sugestões de diálogo com o regime norte-coreano.
Moon, que foi eleito ontem com mais de 40% dos votos, declarou ainda que irá "negociar sinceramente" com os EUA e a China sobre a ativação de um sistema antimísseis dos EUA. Pequim teme que o sistema seja utilizado para espiar suas operações militares.
Em sua primeira coletiva de imprensa como presidente, Moon também indicou Lee Nak-yon como seu primeiro-ministro e Suh Hoon como novo chefe do Serviço de Inteligência Nacional.
A ideia de Moon é substituir rapidamente autoridades herdadas da ex-presidente Park Geun-hye, que foi destituída do cargo por um impeachment confirmado em março, após o estouro de um grande escândalo de corrupção. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia