Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de maio de 2017. Atualizado às 11h43.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Trump lamenta acordo com democratas para aprovar financiamento ao governo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump lamentou o fato de que precisou negociar com senadores democratas a viabilização de US$ 1 trilhão adicionais para financiar as despesas do governo até o fim de setembro.

"O motivo para que o plano tenha sido negociado entre republicanos e democratas é que precisamos de 60 votos no Senado e nós não os temos!", escreveu Trump em seu perfil no Twitter, acrescentando que o partido precisa eleger mais republicanos em 2018 ou mudar a regra que exige uma maioria qualificada para aprovar esse tipo de medida na Casa.

A necessidade de contar com votos de opositores para manter o governo funcionando fez com que medidas defendidas pela Casa Branca, como o financiamento da construção do muro na fronteira com o México ou cortes adicionais na Saúde e em pesquisa científica, fossem barrados no texto final, que deve começar a ser votado hoje no Congresso. Os recuos foram entendidos como uma derrota do presidente e uma demonstração de força dos democratas no Senado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia