Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de maio de 2017. Atualizado às 12h05.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

clima

Alterada em 29/05 às 12h06min

Mau tempo deixa dez cidades em estado de emergência no Rio Grande do Sul

O município de Campo Novo está entre os mais prejudicados pela chuva

O município de Campo Novo está entre os mais prejudicados pela chuva


DEFESA CIVIL/DIVULGAÇÃO/JC
Agência Brasil
As fortes chuvas que vêm atingindo o Rio Grande do Sul desde o dia 24 de maio fizeram com que dez municípios declarassem estado de emergência. As regiões Norte, Noroeste e fronteira oeste são as mais afetadas. Segundo balanço da Defesa Civil, ao todo já são 56 cidades atingidas contabilizando graves danos.
Os municípios de Campo Novo, Três Passos, Coronel Bicaco, Tiradentes do Sul, Tenente Portela, Santos Augusto, Panambi, Sertão, São Jerônimo e Cristal decretaram estado de emergência. Até o momento, a Defesa Civil do estado calcula que 162 famílias estejam desalojadas e 74, desabrigadas.
Na região metropolitana de Porto Alegre, o município de São Sebastião do Caí, distante 80 quilômetros da capital, é o que mais preocupa. A cidade fica situada às margens do rio Caí que está dez metros acima do nível normal. Cerca de 35 famílias foram removida de locais de risco e levadas para um abrigo improvisado no ginásio de esportes local.
O nível do rio Uruguai continua a subir em alguns pontos, como na cidade de Itaqui e Uruguaiana. A expectativa para hoje (29) é que as chuvas deem uma trégua na região, contudo, há previsão de mais temporais nos próximos dias. A Defesa Civil do Rio Grande do Sul segue em estado de alerta.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia