Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 22 de maio de 2017. Atualizado às 19h13.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

justiça

Alterada em 22/05 às 19h13min

Justiça rejeita absolvição sumária de Lula na ação dos caças suecos

A Justiça Federal rejeitou pedido de absolvição sumária do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ação relativa à compra dos 36 caças Gripen, da empresa sueca SAAB. Em decisão tomada na quinta-feira (18), o juiz Wallisney de Souza Oliveira, da 10.ª Vara Federal de Brasília, manteve o processo contra o petista, acusado neste caso por suposto tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa.
Ao rejeitar o pedido da defesa de Lula, o magistrado assinalou. "Quanto à ausência de justa causa para a ação penal, não possuem razão os defendentes, uma vez que a denúncia não está lastreada apenas em ilações e colaboração premiada, mas em fatos concretos encadeados na peça acusatória aptos para se dar continuidade ao processo visando à instrução e aos demais termos judiciais pertinentes."
Wallisney manteve, ainda, a ação contra outros acusados, como o casal Mauro Marcondes Machado e Cristina Mautoni Marcondes Machado, apontados como lobistas.
O juiz absolveu Mauro do crime de evasão de divisas, mas ordenou prosseguimento da ação por tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa.
O magistrado absolveu Cristina dos crimes de evasão de divisas, porém mandou seguir a ação contra ela pelos mesmos delitos atribuídos a Mauro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia