Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 26 de maio de 2017. Atualizado às 00h41.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

automobilismo

Notícia da edição impressa de 26/05/2017. Alterada em 25/05 às 22h37min

Com Alonso na pista, 500 Milhas de Indianápolis tenta resgatar brilho

A Fórmula Indy nunca chegou a rivalizar internacionalmente com a Fórmula 1. A categoria norte-americana, porém, viveu nos anos 1990 o seu ápice de atratividade fora dos Estados Unidos. A presença do espanhol Fernando Alonso, bicampeão mundial de F-1, no grid de largada das 500 Milhas de Indianápolis neste domingo pretende atrair, mais uma vez, os olhares do mundo para a categoria. A largada da prova será dada às 13h20min (horário de Brasília).
O neozelandês Scott Dixon irá largar na pole position. Será a terceira pole de Dixon na mais tradicional prova da Fórmula Indy. A grande atração da etapa nesta temporada, porém, irá largar na quinta posição. Bicampeão mundial de Fórmula 1 e atual piloto da McLaren, Alonso abriu mão de disputar o Grande Prêmio de Mônaco, que também irá ocorrer no domingo, para se testar na Indy.
Em um texto publicado no site The Players Tribune, Alonso explicou os motivos que o levarem a competir pela categoria norte-americana. "Não estou vindo aqui para um fim de semana de folga ou apenas para me divertir. Sou um piloto, vim aqui para correr. Espero levar essa experiência comigo para o resto da minha vida. Espero que as coisas que eu sentirei aqui e as que verei fiquem na minha mente para sempre", escreveu.
O piloto espanhol irá correr pela equipe Andretti. A escuderia também conquistou o terceiro lugar no grid de largada, com Alexander Rossi, e o quarto, com o japonês Takuma Sato. JR Hildebrand, por sua vez, foi o sexto.
O brasileiro Tony Kanaan, da Ganassi, irá largar em sétimo, logo à frente do norte-americano Marco Andretti e do australiano Will Power. Três vezes vencedor das 500 Milhas de Indianápolis e quatro vezes pole position, o brasileiro Hélio Castroneves decepcionou nos treinamentos e fez apenas o 19º tempo. Ele precisará apostar em uma corrida de recuperação se quiser obter sua quarta vitória neste palco mítico do automobilismo.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia