Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 21 de maio de 2017. Atualizado às 21h54.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Alterada em 21/05 às 21h56min

Sport e Cruzeiro empatam em 1 a 1 na Ilha do Retiro

Depois de um início movimentado de jogo neste domingo (21), na Ilha do Retiro, em Recife, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, Sport e Cruzeiro diminuíram o ritmo e fizeram um duelo insosso até os minutos finais. Terminaram, assim, empatados por 1 a 1, resultado que deixou o clube mineiro com quatro pontos, na quinta posição, e o pernambucano com um, ainda na zona de rebaixamento, agora em 17º lugar. E o time da casa teria um resultado ainda pior se não fosse a boa atuação do goleiro Magrão e o gol de pênalti marcado por Diego Souza quando a equipe já perdia por 1 a 0.
As duas equipes voltam a jogar no próximo domingo pelo Brasileirão: o Sport recebe o Grêmio e o Cruzeiro encara o Santos, na Vila Belmiro. Antes, contudo, o time de Ney Franco faz a decisão da Copa do Nordeste, quarta-feira, contra o Bahia.
E, apesar do importante duelo, o técnico Ney Franco escalou quase força máxima, buscando a reação depois de ser goleado na estreia do campeonato, por 4 a 0, pela Ponte Preta. As novidades neste domingo foram a presença de Neto Moura e Osvaldo nos respectivos lugares de Fabrício e André.
Já o Cruzeiro, embora contasse com os reforços de Rafael Marques, recém-contratado do Palmeiras, e Ariel Cabral, recuperado de contusão, manteve a escalação do triunfo sobre o São Paulo, na estreia. E a estratégia, ao menos no início, deu certo.
Embora Fábio tenha feito duas excelentes defesas aos 7 e aos 14 minutos, em finalizações rasteira de Rogério e à queima-roupa de Osvaldo, o time mineiro controlou o ímpeto adversário e abriu o placar aos 19: Alisson recebeu passe de Lucas Romero e bateu no canto de Magrão.
Depois do bom início, o Sport sentiu o gol e diminuiu o ritmo. Mas, aos 32, quando já pouco assustava, Diego Souza invadiu a área, tentou driblar Fábio, foi derrubado e o árbitro marcou pênalti. O próprio meia-atacante foi para a cobrança e igualou o duelo.
O empate parcial pareceu agradar aos dois times. O ritmo do jogo, assim, diminuiu até o intervalo e permaneceu o mesmo no segundo tempo, apesar das mudanças promovidas pelos técnicos - entraram, por exemplo, Ariel Cabral e Rafael Marques, pelo Cruzeiro, e Fabrício e Juninho, pelo Sport.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia