Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 09 de maio de 2017. Atualizado às 22h35.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Notícia da edição impressa de 10/05/2017. Alterada em 09/05 às 21h36min

Direção observa mercado e busca 10º reforço do ano

Barrios virou dúvida para a estreia no Brasileirão contra o Botafogo

Barrios virou dúvida para a estreia no Brasileirão contra o Botafogo


LUCAS UEBEL /LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC
O Grêmio está de olho no mercado outra vez. Às vésperas da estreia no Campeonato Brasileiro e virtualmente classificado às oitavas de final da Libertadores, o Tricolor analisa sua décima contratação na temporada. A prioridade não é mais um volante e o clube cogita até um investimento mais alto para elevar a perspectivas de bons resultados na temporada.
Até o fechamento da janela internacional, o Grêmio correu para ter Damian Musto. O jogador do Rosario Central não está descartado, mas não é mais a primeira opção. Internamente, a direção espera uma posição da comissão técnica para definir como agir. Até agora, foram contratados nove jogadores em 2017: três laterais, um zagueiro, um volante e quatro atacantes.
Depois do "fazedor de gols" e de dar "um ou dois tiros" no mercado, o clube pode ir em busca de jogadores valorizados e que exigem um grande investimento, o chamado "tiro alto". No ataque não há espaço, principalmente após as chegadas de Beto da Silva, Gastón Fernández e Lucas Barrios. Sem grande fôlego nos caixas, o Tricolor depende de uma venda ou do auxílio de investidores, por meio de empréstimo, para eventual negócio de grandes proporções.
Dentro das quatro linhas, a estreia no Brasileirão, diante do Botafogo, não terá a presença do volante Maicon. O capitão segue realizando fisioterapia para tratar uma lesão muscular e não tem condições de encarar os cariocas. Por outro lado, o lateral-direito Edílson, após ser dispensado para resolver problemas familiares, deve reforçar a equipe, domingo, às 19h, na Arena.
O jogador participou do trabalho de ontem e, com isso, retomará o lugar no time, possibilitando que Léo Moura possa atuar no meio. Desta forma, Ramiro poderia jogar como volante, sua posição de origem. Quem virou dúvida foi o atacante Lucas Barrios. Ele não treinou mais uma vez devido a um desconforto na coxa esquerda. O grupo se reapresenta na tarde de hoje para dar sequência aos treinamentos.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia