Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de maio de 2017. Atualizado às 15h28.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato gaúcho

03/05/2017 - 13h41min. Alterada em 03/05 às 13h41min

Campeonato Gaúcho não tem premiação por título e Novo Hamburgo pode ter prejuízo

Não há qualquer premiação em dinheiro no torneio estadual

Não há qualquer premiação em dinheiro no torneio estadual


RICARDO DUARTE/S.C Internacional/JC
Folhapress
Neste domingo (7) se decide o campeão gaúcho de 2017. O Internacional luta pelo heptacampeonato, o Novo Hamburgo por quebrar uma hegemonia da dupla Grenal que dura desde o ano 2000. Apesar da taça e do feito histórico, a final não vale nada. Não há qualquer premiação em dinheiro no torneio estadual.
A divisão de verba do Campeonato Gaúcho teve duas frentes: as cotas de televisão e a cota de patrocinadores. Na renda vinda da transmissão dos jogos, Internacional e Grêmio levaram R$ 12 milhões cada, Brasil de Pelotas e Juventude R$ 1,5 milhão cada e os demais disputantes R$ 1 milhão.
Em relação aos patrocinadores foi estipulado que cada equipe que avançasse às oitavas levaria R$ 100 mil. E o campeão do interior gaúcho (Caxias) ficaria com mais R$ 200 mil. O clube da Serra ainda ganhou mais R$ 100 mil de cota extra, totalizando R$ 400 mil.
Porém, não há previsão de qualquer pagamento além da taça e do título ao campeão. E tal situação cria uma situação curiosa para o Novo Hamburgo.
Finalista do torneio, ele perdeu o título de campeão do interior, já que o regulamento tira o time classificado à final da briga pelo título menor. E por consequência do prêmio.
A única alternativa da equipe da região metropolitana não perder R$ 300 mil por ter ido melhor que o Caxias -que levou o título- é contar com uma boa renda no jogo de volta, com seu mando de campo. Como leva todo o valor, poderá recuperar-se do "prejuízo" gerado pela boa campanha.
Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol confirmou a ausência de premiação para os finalistas do Estadual, sem justificar tal situação. A verba do torneio é dividida anteriormente em acordo com os clubes.
A última partida do Gauchão será disputada neste domingo às 16h (de Brasília), em Caxias do Sul. O jogo de ida da final acabou empatado em 2 a 2. Como não há saldo qualificado na decisão, o vencedor leva a taça e novo empate leva a decisão para os pênaltis.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 03/05/2017 15h12min
O NOVO HAMBURGO VAI INVADIR CAXIAS DO SUL !!!nO presidente do Novo Hamburgo estava sonhando com a idéia, de conquistar diante da sua pequena torcida dentro do seu Estádio, este título Gaúcho de 2017. Quem sabe capitalizar algo MAIOR através dos seus dividendos no futuro, e por isto não queria receber DIN DIN á vista, mesmo com a possibilidade de uma renda maior. Mas, não teve jeito, terá que jogar em outro Estádio, por que está escrito no regulamento. Em casos extremos as decisões estão sendo feitas fora do eixo de Porto Alegre, e são poucos os estádios que comportam um público acima de 10 MIL TORCEDORES. Lá no início do campeonato já se sabe que o Internacional ou Grêmio poderão estar disputando à final, e não venham me dizer que isto não é verdade. Ora bolas, que façam um CAMPEONATO GAÚCHO entre times que realmente possuem ESTÁDIOS COM MAIOR CAPACIDADE e TORCIDA, para tentar pelo menos lotar os seus ESPAÇOS. Quem sabe assim a TV poderia transmitir um espetáculo com um visual melhor e principalmente com COTAS e RENDAS MAIORES para todos. Que vença o melhor !!! Abs. Dorian Bueno, POA, 03.05.2017n