Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 31 de maio de 2017. Atualizado às 15h25.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

Alterada em 31/05 às 15h26min

Perspectiva é que PIB seja positivo e marque o fim da recessão, diz Dyogo

Segundo o ministro, indicadores mostram que a economia brasileira está reagindo

Segundo o ministro, indicadores mostram que a economia brasileira está reagindo


WILSON DIAS/ABR/JC
O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, mostrou otimismo nesta quarta-feira (31) em relação ao resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre, que será divulgado na quinta-feira (1º), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo ele, a perspectiva é de que o dado será positivo, o que, na opinião de Dyogo, "é importante porque marca o fim da recessão".
"A economia brasileira está reagindo. Há indicadores que fundamentam isso", afirmou Dyogo Oliveira, que deu como exemplo os números relativos à capacidade de consumo das famílias. A perspectiva, no entanto, é que, mais uma vez, o resultado venha um pouco abaixo da projeção do Banco Central, divulgada no indicador IBC-Br.
Questionado sobre o cenário ruim do mercado de trabalho, como demonstrou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, ao divulgar que 14 milhões de brasileiros estão desempregados, o ministro afirmou apenas que o resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) "veio dentro do esperado".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia