Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de maio de 2017. Atualizado às 22h32.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Logística

Notícia da edição impressa de 30/05/2017. Alterada em 29/05 às 20h11min

Rio Grande movimenta 11 milhões de toneladas no primeiro quadrimestre

A Superintendência do Porto do Rio Grande apresentou os dados de movimentação do primeiro quadrimestre de 2017. Foram mais de 11 milhões de toneladas das mais variadas cargas, com destaque para soja, milho e trigo. Comparado com o mesmo período de 2016, o crescimento chega a 8,75%. "O complexo de Rio Grande teve alguns períodos difíceis em abril, no que tange a impraticabilidade da barra, mas, mesmo assim, os terminais responderam bem e, considerando apenas o mês de abril, tivemos um crescimento de 3% quando comparado ao ano passado", afirma o diretor-superintendente do porto do Rio Grande, Janir Branco.
A movimentação total, de janeiro a abril, foi de 11.775.902 de toneladas, enquanto em 2016 foi de 10.828.475 de toneladas. "Isso mostra que o complexo está preparado para resolução de problemas e tem agilidade suficiente para responder às dificuldades sejam elas de fenômenos naturais ou operacionais", conclui Branco.
A movimentação do Granel Sólido, por onde passam os grãos, teve alta de 16,38%, impulsionada principalmente pelo complexo soja. O grão de soja movimentou, nos quatro meses, 3.097.120 de toneladas, crescendo 34,6% ante o mesmo período de 2016. A movimentação de milho aumentou 41,21%, totalizando 343.608 de toneladas. O trigo teve impulso de 26,11%, chegando a 874.347 toneladas.
O movimento de embarcações também aumentou, chegando a 1.033 atracações, incremento foi de 4,97% ante o mesmo período do ano passado. Os principais destinos das exportações nos quatro primeiros meses foram China (3.280.319t), Irã (375.231t) e Coreia do Sul (331.558t).
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia