Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 22 de maio de 2017. Atualizado às 12h40.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

empresas

Alterada em 22/05 às 12h45min

Moody's rebaixa rating da JBS de Ba2 para Ba3 e coloca em observação negativa

A agência de classificação de risco Moody's rebaixou o rating da JBS de Ba2 para Ba3 e colocou as notas em revisão para um possível novo rebaixamento.
Em comunicado divulgado nesta segunda-feira (22), a Moody's afirma que o rebaixamento do rating da JBS segue a confirmação de que executivos da empresa e de sua controladora, a J&F Investimentos, firmaram um acordo com o Ministério Público Federal sobre alegações de corrupção. "O 'downgrade' reflete o aumento dos riscos relacionados a potenciais processos judiciais futuros; à governança da empresa e à liquidez, nos quais, atualmente, há visibilidade limitada", diz a agência. Para ela, esses riscos, além da elevada alavancagem financeira da JBS, justificavam um rebaixamento imediato do rating da empresa.
"O processo de revisão se concentrará na obtenção de mais detalhes sobre o acordo divulgado, juntamente com informações sobre quaisquer investigações criminais em andamento, incluindo possíveis multadas, envolvimento de executivos e outros possíveis passivos e ramificações", comenta a Moody's.
Caso a liquidez da companhia se deteriore, "a Moody's poderá adotar outras medidas de rating, antes da conclusão final de seu processo de revisão. O perfil de liquidez da JBS é, atualmente, adequado".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia